domingo, 16 de setembro de 2018

Chá de Fraldas Maria Luísa

“Na estação própria farei descer chuva; 
haverá chuvas de bênçãos.”
Ezequiel 34:26


Os desafios da maternidade e paternidade são muitos e sabemos que nem sempre é fácil e tranquilo tomarmos posse da herança que são os filhos. Muitas vezes nessa caminhada passamos por dificuldades, algumas vezes atravessamos um “vale árido” e ficamos sedentos por chuva. O versículo de Ezequiel que introduziu esta postagem é  um alento e esperança para nossos corações e nos diz que no momento certo, no momento de Deus, descerá a chuva e que teremos bênçãos.

Hoje nos reunimos para um delicioso Chá de Fraldas e para agradecer a Deus pela benção da existência da Maria Luísa, filha da minha amiga Rosângela, que já é tão amada e esperada por todos nós.

O tema escolhido pela mamãe foi “Chuva de Amor”, ela fez o painel e preparou outras coisas muito legais. Aproveitamos muitas peças do quartinho da Maria Luísa, usamos algumas peças da minha mãe e tudo ficou muito lindo e especial, mostrando que com criatividade e bom gosto podemos economizar e fazer uma bela arrumação.

A seguir vou mostrar todos os detalhes da arrumação que fizemos.











domingo, 9 de setembro de 2018

Mimo para José

“A hora de consertar o telhado 
é quando o sol está brilhando.”

José é uma criança muito esperta: um prodígio!!
Desde de bebê é protagonista de muitas peripécias e sempre impressiona com seu equilíbrio escomunal.
Fui honrada e escolhida para ser sua madrinha, embora ame a todos os meus amores, cada um com sua peculiaridade.
José tem a mesma faixa etária do Lucas e desde de sempre ele é "o melhor amigo" dele.
Agosto é o mês do seu aniversário e aproveitei nesse fim de semana para levar o mimo que preparei para ele: uma almofada personalizada.


Também encomendei para a Shirlene uma capa de cartão de vacina com o mesmo tema da almofada.









domingo, 2 de setembro de 2018

Mesa de Lanche - Jardim da Vovó

“A vida não é colorida, é colorível”

Ontem comemoramos em família o aniversário da minha mãe. As festividades começaram cedo com um passeio pela loja linda da Meraki Art cheia de peças especiais para jardim, depois fomos para casa dos meus pais, enquanto a vovó preparava o almoço eu fazia o bolo (chocolate com brigadeiro). 

Teve o momento entrega de presentes e em seguida começamos a montar a mesa para o lanche da tarde. Ficou bem a cara da minha mãe: alegre, colorida e cheia de muito carinho.

Nessa arrumação usamos os presentes que a minha mãe ganhou para o jardim, as crianças amaram e todos ajudaram nas arrumações.

A mesa com peças em vermelho é para marcar a cor preferida da vovó.








Adorei a arrumação com morangos e as joaninhas que a minha cunhada Denise fez no bolo.




Cada um participou, colocando uma peça na mesa, ajeitando alguma coisa, o que torna o momento em família ainda mais especial, afinal a festa acontece antes, durante e depois e o nosso dia foi muito especial.



quarta-feira, 22 de agosto de 2018

Atividades Criativas

A aprendizagem depende em grande parte de motivação, sendo as necessidades e interesses das crianças o mais importante para que elas se prendam a uma atividade.

O tema do meu artigo para o TCC foi “A Relevância do Brincar na Educação Infantil e no Processo de Formação da Criança” e alguns autores contribuíram para o meu trabalho, como por exemplo, Janet Moyles com seu livro “Só Brincar? O Papel do Brincar na Educação Infantil”. Essa autora aborda todos os pontos que eu tinha interesse em destacar e discorre maravilhosamente sobre o assunto.

O que ficou claro é que a aprendizagem tem que ser interessante, prazerosa e significativa e não há como abrir mão do “brincar” para que isso ocorra efetivamente. As atividades lúdicas são componentes essenciais no processo de aprendizagem e é através delas que as crianças se comunicam com o mundo.

Eu vivencio isso na prática com o meu filho e sempre busco formas de promover sua aprendizagem e atraí-lo para alguma atividade que venha a colaborar com seu desenvolvimento. Percebo que a motivação pode vir de várias formas e o estímulo é extremamente relevante para o sucesso de qualquer projeto que me proponho a trabalhar com ele.

Há pouco tempo, em uma roda de amigas, minha mãe mencionou que eu desde pequena gostei de “inventar moda”, acho que isso hoje é super hiper importante para mim. O que alguns chamam de “inventar moda” eu prefiro tratar como “criatividade”. As circunstâncias que me envolvem requerem isso de mim, não só para ajudar os outros, mas principalmente para criar oportunidades terapêuticas para mim.

Minhas pesquisas, principalmente no Pinterest, reúnem um leque de opções e inspirações para os meus projetos, hoje vou mostrar alguns trabalhos que fiz com o meu filho para a escola.

Toda atividade tem um objetivo e todas eu faço junto com ele. As peças para presentear eu faço para uma pessoa e ele para outra e a escolha de quem presentear quase sempre parte dele.

Paródia Ilustrada para a Mostra Cultural da Escola...
Incentivo: Atividade criativas, coloridas e interessantes.






Para estimular a coordenação motora fina...
Incentivo: Fazer um presente para alguém.














quinta-feira, 16 de agosto de 2018

Piquenique da Amizade

Ontem era feriado em Ipatinga e achei uma ótima oportunidade para convidar alguns amigos para um maravilhoso
         Piquenique da Amizade

O dia estava perfeito para um piquenique, não estava muito quente, na parte da tarde o sol deu o ar da graça e nos permitiu lindos cliques. Pudemos conversar tranquilamente, as crianças brincaram, a minha prima Irade levou seus lápis e fez tatuagens nos rostos dos pequenos que amaram demais!! Cada um ajudou no lanche e o momento da partilha foi delicioso.

Nossa arrumação ficou bem colorida e alegre, usei meu kit de piquenique e minha mãe levou algumas peças lindas que deram um toque muito especial.





Apesar de algumas opiniões negativas quanto às minhas “invenções de moda” existem também as opiniões e motivos positivos e são eles que me motivam.  Eu não abro mão de inventar moda e acredito que quando as pessoas querem e podem elas fazem questão de participar. Infelizmente nem sempre conseguimos reunir todas as pessoas que gostaríamos em um momento assim, mas acho que sempre vale a pena.

Um bom motivo para promover momentos assim, além é claro de ser uma oportunidade de reunir muitas pessoas, é o fato de termos um espaço maior para brincadeiras e arrumações, cada um ajuda com o lanche, assim não fica muito oneroso para uma pessoa só.

Outro motivo muito relevante é que reunindo pessoas podemos trabalhar conceitos importantes com as crianças, como: administrar conflitos, compartilhar, socializar, ter paciência e tolerância, saber ouvir e a hora certa de falar. Tem coisas que precisamos praticar e mostrar como faz, vivenciar as experiências, tanto boas quanto ruins, para propiciar uma circunstância favorável para a aprendizagem.

Que venha o próximo!!

Adoro piquenique!!!

quinta-feira, 2 de agosto de 2018

Como ensinar a abraçar?

“Um abraço é como um remédio que faz bem a tudo, 
beneficia quem dá e quem recebe 
e nunca fica fora de validade.”

Todos nós temos alguma coisa que nos incomoda, algumas mais, outras menos.

Eu percebia que meu filho tinha certo desconforto ao ser abraçado, não por mim, pois sempre o beijei e abracei muito, mas por outras pessoas, algumas até próximas a nós. Por muitas vezes, e acho que até hoje isso acontece, ao ser abraçado ele dá às costas para as pessoas e evita tocá-las. 

Como eu sou uma mãe que não desiste nunca, eu decidi criar oportunidades para que ele abraçasse as pessoas, para ele entender e aprender a importância do abraço, além de estimular sua socialização e interação com as pessoas e incentivar sua percepção de sentimentos. As professoras são peças fundamentais, pois ela me auxiliam e ajudam a incentiva-lo.

Sabem as datas comemorativas? Aquelas que muitos especialistas docentes condenam? Bem, eu as coloquei em evidência nessa minha empreitada para promover o abraço, mesmo porque as oportunidades precisavam ocorrer aos poucos e durante o ano, então a cada data comemorativa eu preparo lembrancinhas e instruo meu filho a abraçar, falar “parabéns pelo seu dia!!” e depois sempre pergunto: ah! ela ficou feliz? ela agradeceu? ela gostou?  

O que é gratificante nisso tudo é que também podemos ensinar a gentileza, a valorizar as pessoas pelo o que elas fazem e a promover sorrisos. A gratidão das pessoas e o carinho que elas tem pelo meu filho é um combustível que movimenta muitas coisas boas e move nosso círculo de boas atitudes.


terça-feira, 3 de julho de 2018

De repente... 40!!



Falar de idade nunca foi difícil para mim, e acho que isso tem muito a ver com fato de sempre me acharem com menos idade do que a que tenho.

O tempo passou... Rápido? Talvez...  Tem muita coisa que eu gostaria de ter feito e não fiz.

Se alguma coisa mudou? Sim! Meu entusiasmo não é mais o mesmo, meu vigor para as coisas também não, as marcas da idade são uma realidade que aos poucos venho me acostumando com elas e confesso que os cabelos brancos são as que mais me incomodam.

Dizer que não vi esses 40 anos passar seria até irônico, pois sim, eu vivi intensamente todas as emoções e muitas delas marcaram a minha vida, principalmente as ruins. Aprendi que nem tudo se apaga com o tempo, nem toda decepção tem remédio e quase sempre as feridas se abrem.

Se me arrependo de algo? Sim, me arrependo de muitas escolhas, de algumas decisões que tomei e de outras que não tive coragem de tomar. Acho que esperei demais certas coisas e perdi muito tempo achando que algumas iam mudar.  Acredite! Nem tudo passa, nem tudo muda com o tempo.

O que permanece? A minha essência, meu temperamento peculiar que me dá os rótulos que não acho fazerem jus à minha pessoa. São poucas pessoas que verdadeiramente me conhecem, ou digamos que me "aceitam". O amadurecimento não acabou com a minha ingenuidade de acreditar em algumas coisas.  Ainda sou uma menina sonhadora.

Apesar dos pesares eu tive muitos momentos de alegria e de emoções boas e o meu maior desafio e emoção foi o de ser mãe. Aaah! Que aventura!! Eu amo demais o meu filho!!

Adoro as minhas coisas: minhas louças, meus materiais de artesanato, meu enxoval de mesa, minhas roupas de cama, minha coleção de almofadas...

Sou muitíssimo grata a Deus por toda inspiração e criatividade que Ele me deu e sou imensamente feliz por tudo que aprendi a fazer.

Amo a minha família! Minha mãe é e sempre será a minha MELHOR e MAIOR amiga.

Tenho muitas pessoas especiais na minha vida e sei que gostam de mim verdadeiramente. Com o tempo a gente percebe que o pouco é muito e quem realmente se importa com você.

Termino esse ciclo sem pompa, mas muita circunstância!
De repente... chegou meus 40!!!