quinta-feira, 12 de dezembro de 2019

Mimos de Natal: Enfeite de Porta ou Maçaneta


“Eu sou as coisas que me inspiram.”

Todo Natal sempre faço alguns mimos para presentear algumas pessoas que me ajudaram de alguma forma durante o ano, entre elas professoras, fono, amigas e pessoas da família.

Infelizmente, nem todas as pessoas gostam e entendem o valor das pequenas coisas, da importância de receber algo feito por alguém, do tempo gasto entre o idealizar e o produzir.

Em contrapartida, tem gente que entende, tem gente que valoriza, tem gente que se sente honrado, tem gente que sabe o tamanho do valor afetivo e do carinho e isso me inspira, faz tudo valer a pena e traz uma alegria e realização enorme para mim.

A seguir as anjinhas ao estilo Tilda feitas para enfeite de porta ou maçaneta, as embalagens e tags feitas também por mim.









sábado, 16 de novembro de 2019

Minha Lívia para Lívia

“Só se vê bem com o coração. 
O essencial é invisível aos olhos.”

Minha inspiração flui para coisas de menina. Confesso que adoro quando tenho oportunidade de fazer alguma coisa para meninas.

Então, quando soube que a pequena Lívia estava a caminho me pus a pensar em fazer mais uma boneca, dessa vez inspirada nas lindas bonecas da @nukk_doll lá da Estônia. Cada uma mais linda que a outra.

Os tons rosa sempre me encantam e essa menininha aqui foi o meu melhor projeto. Uma prova de que a prática leva a perfeição, quanto mais se faz melhor fica.

O vestido foi feito pela Marly, minha vizinha e o resto eu costurei todo a mão.

P.S. Uma pessoa  quando viu essa boneca me disse que faltava a boca. Bem, quem aprecia bonecas sabe que existem muitas versões sem boca, como exemplo as Tildas, as bonecas russas e alguns modelos de bonecas serelepes. Algumas explicações para isso é que a boneca sem boca fala pelo coração ou expressam o sentimento de suas donas.

O meu desejo é que a pequena Lívia, que  está a caminho, seja uma criança feliz e que nunca lhe falte faz de conta e ludicidade, pois é brincando que aprendemos.





domingo, 3 de novembro de 2019

O Pequeno Príncipe


“As pessoas são solitárias porque constroem muros ao invés de pontes.

O Pequeno Príncipe foi o primeiro livro que me fez chorar. Lembro-me de tê-lo lido na minha infância e da tristeza que tive ao ler determinado trecho.
Já perdi a conta de quantas vezes assisti o filme e confesso que também chorei. Muito lindo!

Aos 3 anos Lucas era também interessado pelo personagem e tinha uma forma muito fofa de chama-lo “pincipe” e me acompanhou várias vezes quando assisti o filme.

Minha amiga Rose me presentou com o livro e Lucas se sentia mais dono dele do que eu.
Então, resolvi bordar O Pequeno Príncipe na terceira capa de Scrapbook do Lucas que vou registrar seus momentos a partir de 2020.

Feito a quatro mãos: o bordado fui eu quem fiz e a costura e a montagem foram feitas pela Shirlene do Ateliê Amor de Sol Poente.

Obrigada Shirlene! Ficou lindo!



sábado, 26 de outubro de 2019

Dino Faz 1 Ano!!!


Toda criança deseja um animal de estimação.

Com o meu filho Lucas não foi diferente. A partir dos 5 anos de idade aumentou seu interesse em ter um animalzinho e inicialmente ele queria muito ter um cachorro. Dada as nossas circunstâncias era impossível ter um cachorro, moramos em um apartamento pequeno, passamos o dia fora de casa e temos vizinhos bem restritos a barulho. Não tínhamos como ter um animal de estimação. Somado a isso ele passou a querer um irmão e tinha argumentos bem fundamentados para tentar nos persuadir.

Um belo dia Lucas foi visitar um sítio cheio de animais, foi nas férias do início do ano, e voltou decidido a ter ser cachorro. Tentou de todas as formas convencer o pai, até que percebeu que o pai estava relutante, dando a mesma desculpa de que pensaria no assunto.  Rompeu num choro sentido e triste e o pai compadeceu percebendo que não tinha mais como adiar, ele realmente queria um bicho. No caminho para casa sempre passamos em frente a um Pet Shop e naquele dia paramos e o pai o convenceu de ter uma calopsita. A alegria refletida em seu rosto fez tudo valer a pena.

Ele escolheu a calopsita silvestre, sob influência do pai, e com a ajuda da mamãe aqui escolheu o nome: Dino, uma ave de pouco mais de dois meses. Consegui ensinar algumas coisas para o Dino e o mais fofo é ele chamar “mamãe”, bem se eu sou a mamãe do Dino o Lucas é o irmão do Dino. Opa!! Resolvemos duas questões: um animal de estimação e um irmão. Quando indagado se ele tem irmão, prontamente ele responde: Sim! O Dino!

As calopsitas são aves adoráreis! O nosso Dino vive solto, tem sua gaiola com seus brinquedinhos, interage com todos da família, não faz xixi e seu coco é pequeno, adora um cafuné no pescoço, pipoca e lambiscar os biscoitos e pães da mamãe no café da manhã. Ultimamente está muito ligado ao Lucas, seguindo-o pela casa. Dispara a tagarelar quando fica sozinho na sala, onde fica sua gaiola, para chamar nossa atenção e quando saímos pela manhã para a labuta. Quando sento no sofá ele logo vem com seu andar peculiar. Muito fofo é o nosso Dino!!

A cerca de uns 5 meses Lucas me perguntou sobre o aniversário do Dino e fizemos as contas que provavelmente ele nasceu em Outubro. Então, outubro é o mês do Dino. E teve festinha da família para comemorar o aniversário do Dino na casa da vovó e do vovô. Sem palmas para não assustar, só assobiando o “Parabéns para você”. A gente se diverte com pouco.

Dino Faz 1 Ano!!

Uma das exigências do Lucas é que teria que ter uma pinhata no aniversário do Dino.
Veja só o que fizemos!!








quinta-feira, 10 de outubro de 2019

Mais Marca Páginas

“Somos feitos de marcas e lembranças
que são deixadas por aqueles com quem cruzamos
na estrada da vida.”


No mês de setembro eu tive uma experiência fantástica fazendo meu estágio de Pedagogia. Além de vivenciar a prática docente, eu pude conviver com pessoas que com certeza marcaram a minha vida e sei que de alguma forma também marquei a delas.

Inesquecível!!! Eu pude experimentar o gostinho delicioso de “ser professora”, de receber muitos desenhos com mensagens de carinho, de ter uma recepção calorosa ao chegar na escola, de ter meu colo disputado e ver aqueles sorrisos, às vezes sujo e lambrecado, mais sempre lindo e cheios de amor.  Não passei despercebida perto deles e adorei conviver com todos.

Os marca páginas da postagem de hoje foram feitos para agradecer as professoras e coordenadora que me acompanharam no estágio e para deixar registrado nosso encontro na estrada da vida.




Lembrancinhas Dia do Professor


“Professor,
Aquele que pega na mão,
abre a mente e toca o coração.”


O dia a dia de todos nós não é fácil.
Trabalhar em uma sala de aula, conhecendo e ajudando nas dificuldades, ensinando e aproveitando o potencial de cada aluno também não é uma tarefa fácil.
Mais do que nunca eu sei o quão valiosa é essa profissão e sua importância na vida das pessoas e na caminhada por um mundo melhor.
Parabéns a todos os professores!!!

Esse ano preparei para as professoras do meu filho como lembrancinha do Dia do Professor kits de manicure com toalhinha, esmalte, palito e lixa de unha.

A toalhinha foi feita a quatro mãos, a minha amiga Valdineia fez a parte da costura da renda com o viés que deu um toque muito especial na peça.
Obrigada mais uma vez Val!! Você é show!!





terça-feira, 1 de outubro de 2019

Quase Pedagoga

“Quem ensina aprende ao ensinar e quem aprende ensina ao aprender.”
Paulo Freire

Quando fiz a minha matrícula no curso de Pedagogia planejei como seria todo o meu curso, como faria os módulos, nas férias de 2018 fiz e entreguei meu TCC e meu estágio faria nas férias desse ano de 2019. Naquele momento eu idealizei também onde e como faria meu estágio e me empenhei em torno do que eu tinha planejado, mas... os planos de Deus foram diferentes dos meus. Eu vivenciei muitas dificuldades, muita frustração, desde conseguir uma escola que atendesse às exigências da faculdade e que fosse de fácil acesso para mim, até uma que me permitisse completar toda a carga horária, tanto de observação quanto de regência. Triste realidade: nem toda escola permite um estagiário fazer a regência. Então, os planos de Deus foram BEEEM melhores dos que os meus! Obrigada Senhor!!

Eu consegui o estágio no Colégio Adventista através de uma amiga de faculdade da minha mãe e foi uma oportunidade maravilhosa para mim, pois eu pude fazer as coisas como eu gosto de fazer, e tive também o prazer de conhecer pessoas que abraçaram as minhas ideias além de me permitir trabalhar princípios cristãos.

Foram 19 dias em sala de aula e 25 dias vivenciando o dia a dia de um professor: pesquisando, estudando, planejando e preparando aula, buscando e confeccionando recursos.


Eu amei cada segundo e todo cansaço valeu muito apena.

Vejam algumas atividades que realizei e recursos que usei nas minhas aulas, alguns feitos por mim e outros feitos pela minha mãe e sua equipe da Creche Coração de Mãe, teve um recurso de estimativa feito pela professora Ana Paula.

Aula: Sistema Digestivo
 




Aula: Independência do Brasil


Aula: Estimativa - Mais e menos - Pouco e muito

By Ana Paula
Aula: Cuidado com os animais


Aula: Obediência - História de Sansão


Aula: Confiança  - História de Lázaro



Aula: Primavera (História da Flor Mariana)
Bonequinhas e mão - By Creche Coração de Mãe




Aula: Dia da Árvores  


 Aula: Gincana das cores





Aula: História do Bonequinho Doce e Gênero Textual Receita




Aula: Segurança no Trânsito 



Aula de Artes: Sapinho



Aula: Piquenique da Amizade (Culminação Estágio)